Com cerdas delicadas, elas têm se popularizado (e muito!). Embora sejam úteis, não necessariamente são as mais indicadas para a sua dentição

As escovas de dente “ultramacias” dividem as opiniões de seus usuários. Há quem as ame de paixão – mas também quem ache que não limpam direito a boca.

A marca mais famosa desse ramo vem da Suíça: a Curaden, responsável pelas escovas de design simples e colorido chamadas de Curaprox. Você provavelmente já deve ter visto uma delas por aí. Outras marcas do ramo, aliás, têm se atentado a essa onda e lançado modelos semelhantes.

Em resumo, as escovas ultramacias são compostas por cerdas mais delicadas e numerosas do que as versões convencionais. Isso torna o contato com os dentes e a gengiva mais suaves – daí o nome.

Do ponto de visa da higiene bucal, tanto as versões macias quanto as ultramacias têm sido recomendadas por inúmeros especialistas – e isso não se dá em vão. Como parte da população força a barra (literalmente) na hora da escovação, a delicadeza das cerdas pode impedir que estruturas da boca da pessoa sejam danificadas no processo.

Pois é: a escovação vigorosa demais pode causar até mesmo retração gengival, processo que expõe a raíz dos dentes e termina em hipersensibilidade. “Tanto a escova quanto o creme dental precisam promover certa abrasão para tirar manchas extrínsecas do tecido dental”, explica Sandra Kalil, cirurgiã-dentista do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo (Crosp). “Mas isso deve acontecer dentro de um limite”.

Ou seja, as versões ultramacias seriam uma opção especialmente bacana para quem exagera na força ou já apresenta a tal retração gengival.

 

Mas qual o veredito final?

Outro estudo indiano sugere que as cerdas um pouco mais duras, veja bem, têm seus benefícios. Isso porque elas removeriam um pouco mais de placa bacteriana, que provoca cáries e gengivites.

A doutora Sandra concorda. “A opção ideal depende, por exemplo, do creme dental associado, da condição gengival, da quantidade de manchas extrínsecas no dente da pessoa”, esclarece. “E todos esses fatores devem ser avaliados na consulta”, conclui.

Fonte: https://saude.abril.com.br/bem-estar/escovas-de-dente-ultramacias-sao-bom-investimento/ 

Deixe seu comentario:

*

Voce deve inserir um email valido.

2016 © MeuMKT - Reabilit Centro Médico

Em caso de emergência ligue:        +55 27 3235-1187